O leilão de concessão do Mineirinho, em Belo Horizonte, está previsto para 2 de dezembro, às 14h. O edital foi lançado nesta sexta-feira (3) pela Secretaria de Estado de Infraestrutura e Mobibilidade (Seinfra).

O certame levará em consideração a maior outorga fixa, tendo valor mínimo de R$ 13 milhões, com garantia de proposta de R$ 1 milhão. Podem participar empresas nacionais e estrangeiras, individuais ou em consórcios.

A instituição privada selecionada será responsável pela gestão do ginásio no prazo de 35 anos. Nos primeiros 24 meses, terá que investir cerca de R$ 41 milhões na reforma. As manutenções ao longo da administração ultrapassam R$ 132 milhões. O edital também exige a valorização da vocação esportiva do imóvel e a preservação do nome original. 

Além da maior outorga, o certame impõe a experiência prévia mínima de dois anos na operação de empreendimento esportivo, turístico, comercial ou de lazer e entretenimento para mais de 10 mil pessoas. As empresas também devem comprovar a realização prévia de investimentos em infraestrutura de pelo menos R$ 20 milhões, 

A entrega dos envelopes com as propostas será feita em 29 de novembro, das 9h às 12h, na sede da Bolsa de Valores (B3), em São Paulo (rua XV de Novembro 275, Centro). A abertura das propostas será no mesmo local. 

De acordo com a Seinfra, a expectativa é que os serviços ofertados pelo Mineirinho sejam ampliados e otimizados e que o espaço contribua para a convivência, cultura, lazer, entretenimento e integração da comunidade. Além disso, a pasta espera que o ginásio seja ainda mais valorizado no setor esportivo, tanto por Belo Horizonte quanto por Minas Gerais.

Leia mais: 

Atlético divulga aumento de 6% de folha de pagamentos na temporada
Rodoviária de BH espera cerca de 100 mil pessoas no feriado; o aeroporto de Confins, outras 125 mil
Nove empresas disputam a 17ª Rodada de Licitações da ANP em outubro