Belo Horizonte vai contar com policiamento reforçado nas ruas durante as manifestações marcadas para o feriado de 7 de Setembro. Mais de 80% dos militares estarão em ação na capital, com bases de apoio nas principais vias de deslocamento, como a avenida Dom Pedro II, na região Noroeste, e a Praça da Estação, no Centro.

O esquema de operações da Polícia Militar (PM) para os atos contra e a favor do Governo Federal será inspirado nos sistemas usados no Carnaval e nas eleições.

O ato programado em defesa do presidente Jair Bolsonaro está marcado para 10h, partindo da Esplanada do Mineirão, na Pampulha. O grupo seguirá pela avenida Carlos Luz, passando pela avenida Dom Pedro II, elevado Helena Greco e avenida Bias Fortes, até a chegada na Praça da Liberdade, na região Centro-Sul. Onde deve se concentrar o público pró-Bolsonaro.

No mesmo horário, um ato contrário ao governo está marcado na praça Afonso Arinos, no Centro de BH. O grupo seguirá até a Praça 7 e, depois, se concentra na Praça da Estação.

De acordo com chefe do Estado Maior da PMMG, Coronel Eduardo Felisberto Alves, o destaque da operação está não só no número do efetivo, mas nas formas usadas para acompanhar os atos.

"Nós teremos militares em todos os pontos de concentração e dispersão dos manifestantes. Serão usados drones, caminhões e plataformas de observação, além das Câmeras do Olho Vivo espalhadas pela cidade. Imagem não vai faltar", afirma.

Aglomerações

Os protestos do Dia da Independência também acendem o alerta para aglomerações. O comando da polícia reforça o cuidado com a segurança, e diz que os protocolos serão parte da fiscalização.

"Estamos falando de uma questão de saúde pública. É claro que as manifestações terão grande público, mas a Policia Militar conta com o bom comportamento do cidadão no cumprimento das medidas de saúde e segurança. Nossa equipe estará à disposição para qualquer orientação", acrescenta o Chefe do Estado Maior da PM.

Participam do plano de ação da Polícia Militar: PM Meio Ambiente, PM Rodoviária, Defensoria Pública de MG e o Ministério Público.

Leia Mais:
Rodoviária de BH espera cerca de 100 mil pessoas no feriado; o aeroporto de Confins, outras 125 mil
Minas identifica 5 casos da variante Mu do coronavírus; registros da Delta saltam para 236
Vacinação contra a Covid de adolescentes com comorbidades começa na segunda em BH