A Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa) informou, nesta quarta-feira (1º), que monitora a situação dos reservatórios do sistema da bacia do Paraopeba e que, na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH), os volumes atuais estão dentro do esperado para o período de estiagem e garante a estabilidade no abastecimento.

Atualmente, esse reservatório está com 75,9% de ocupação, o que corresponde a 210 milhões de metros cúbicos.  "Até o momento não há previsão de racionamento na Grande BH. De acordo com a série histórica (2016/2021), a reservação atual é bastante superior aos períodos de seca dos outros anos anteriores", explicou, em nota, a Copasa.

Cerca de 60% do abastecimento da RMBH tem origem nos reservatórios do Paraopeba, composto pelo Rio Manso, Serra Azul e Vargem das Flores. E, embora, eles estejam com volumes acima de 70%, acumulação considerada alta, a população precisa colaborar e manter o uso consciente da água.

"A Copasa sempre pede à população que use a água de forma racional. A empresa mantém campanhas contra o desperdício durante todo o ano nas redes sociais", pontuou. 

A companhia disse ainda que tem feito o monitoramento dos níveis dos reservatórios e regulado a vazão de água. "Caso haja uma alteração muito grande com relação à elevação da temperatura e de consumo, a Copasa esclarece que serão utilizados todos os recursos técnicos-operacionais para garantir o abastecimento da população, que é priorizado pela legislação". 

Confira o nível dos reservatórios:

Nível Reservatórios

Leia Mais:
BH tem alerta de chuva e trovoadas para as próximas horas desta quarta
Tarifa única de esgoto encarece água para 43% dos clientes da Copasa em Minas
Setor elétrico lança campanha contra o desperdício de energia