Um homem de 53 anos foi preso suspeito de matar e esconder o corpo da amante em Santa Luzia, na Grande BH. Ele confessou o crime ao comparecer, nessa quarta-feira (25), na Delegacia Regional de Polícia Civil em Diamantina, na região do Jequitinhonha, e foi autuado em flagrante por ocultação de cadáver. 

A delegada Adriana das Neves Rosa informou que o investigado alegou ter sido pressionado pela vítima a se separar da esposa, sob a ameaça de revelar o caso extraconjugal. Entretanto, conforme a policial, a companheira já sabia do relacionamento e que eles teriam se separado em maio, quando também houve um registro de agressões dele contra a esposa e a filha. “Por isso, a motivação que ele indicou não faz muito sentido”, disse. 

A amante, de 42, foi declarada como desaparecida em 14 de agosto. Segundo a Polícia Civil, a família informou que a última pessoa a ter contato com ela seria o homem com quem tinha um relacionamento há quatro anos.

Já a família do investigado registrou o desaparecimento dele na última segunda-feira (23). Porém, dois dias depois, o homem foi até a delegacia e confessou ter assassinado a amante por asfixia e indicou onde o corpo estava escondido. 

Segundo a corporação, o laudo da necropsia está sendo aguardado para dar continuidade às investigações. 

Leia mais:

Governo oficializa fim de acordo para compra da vacina indiana Covaxin
Ciclovia que vai ligar Contagem a BH será inaugurada no domingo
Entidades pedem alterações em projeto de lei de combate ao terrorismo