Moradores de Guaxupé, no Sul de Minas, podem se inscrever para participar de ensaios clínicos da vacina ButanVac, imunizante contra a Covid-19 produzido pelo Instituto Butantan. Serão selecionados voluntários com mais de 18 anos que ainda não tenham a primeira dose. O cadastro pode ser feito por aqui.

Os interessados passarão por uma triagem, que será realizada na Escola Municipal Noêmia Costa Monteiro, das 9h às 18h, entre terça (31) e quinta-feira (2) da próxima semana.

Conforme informou o Butantan, a decisão de incluir a cidade mineira na pesquisa veio após uma solicitação do próprio município. “Guaxupé poderá participar deste estudo, que é tão importante porque é uma nova vacina, uma vacina muito promissora e que pode de fato fazer diferença a partir do final desse ano ou começo do ano que vem”, explicou o presidente do instituto, Dimas Covas. 

Todos os voluntários selecionados para a pesquisa serão vacinados contra o SARS-CoV-2, seja com ButanVac ou com CoronaVac, imunizante do Butantan feito em parceria com a farmacêutica chinesa Sinovac e que já está em uso no Brasil. A vacinação ocorrerá no dia 4 de setembro, sendo a segunda dose marcada para 2 de outubro.

Guaxupé, que possui 50 mil moradores, imunizou, até o momento, quase 39 mil pessoas. A campanha de vacinação contra a Covid na cidade está disponível para pessoas de 25 a 29 anos.

Estudos

A ação em Guaxupé faz parte da etapa A da fase 1 dos ensaios clínicos da ButanVac, que irá atestar a segurança e seleção de dose da vacina. Para participar, é preciso ter mais de 18 anos, nunca ter tido Covid-19, não ter sido vacinado contra o SARS-CoV-2 e nem ser alérgico a ovos e frango. 

O Instituto Butantan e a prefeitura de Guaxupé (MG) oficializaram nesta segunda (23) uma parceria para mapear a transmissão local da Covid-19 por meio de um inquérito epidemiológico e da realização do sequenciamento das variantes do vírus SARS-CoV-2 no município.

“Iniciativas como essa parceria são fundamentais para compreendermos não somente a disseminação do vírus, mas também a evolução das variantes no território nacional e os estudos e estratégias necessárias para combater a Covid-19”, afirmou o presidente do Instituto Butantan, Dimas Covas.

Sequenciamento de variantes

A partir desta sexta (27), até o próximo domingo (29), agentes de saúde de Guaxupé irão visitar 616 residências para realizar a testagem de todos os moradores da casa. O estudo  irá identificar a presença da Covid nestes locais. 

Para isso, segundo o Butantan, a cidade vai ser dividida em áreas demarcadas (clusters) e as residências pesquisadas serão sorteadas conforme o tamanho de cada cluster. Os testes rápidos de antígeno serão fornecidos pelo instituto.

Posteriormente, as amostras coletadas no chamado inquérito domiciliar serão enviadas para a instituição para passarem pelo sequenciamento genômico, que irá determinar qual variante predomina em Guaxupé.

A iniciativa tem como objetivo verificar a transmissão local da Covid-19 por meio do vírus e da aplicação de uma estratégia de combate à pandemia a partir do isolamento de quem estiver com diagnóstico confirmado.

Leia mais:
Anvisa autoriza estudos da ButanVac com vacinação em humanos
Anvisa autoriza mudanças no estudo clínico da vacina ButanVac
Minas registra 71 óbitos e 2.990 novos casos de Covid-19 em 24 horas