Muitos moradores de Belo Horizonte ainda não retornaram aos postos de saúde para tomar a segunda dose da vacina contra a Covid-19. De acordo com o secretário municipal de Saúde, Jackson Machado Pinto, o número chega a quase 40 mil pessoas. 

O titular da pasta lembrou, em entrevista à Rádio Itatiaia nesta terça-feira (24), que quem perder o prazo está sujeito a cair na repescagem. Nesses casos, a fila pode ser ainda maior. 

“Tomar a segunda dose é proteger-se, proteger a comunidade, o sistema de saúde e todos que se sacrificaram para a cidade ter esses números”, afirmou.

Segundo o boletim epidemiológico e assistencial divulgado pela PBH nessa segunda-feira (23), cerca de 75% do público-alvo já foi imunizado na cidade. Foram contemplados com o reforço, ou o imunizante da Janssen, 37,7%.

Mesmo assim, o gestor afirma que ainda não é o momento para diminuir os cuidados, mantendo o distanciamento social e o uso das máscaras. “Isso é muito importante para que não percamos todo o sacrifício que a cidade fez, os comerciantes, os bares, restaurantes, aqueles que perderam emprego”, concluiu.

Leia mais:

Cadastro de adolescentes com comorbidades para vacinação em BH precisa ser feito em até 10 dias
BH aplica segunda dose da vacina contra a Covid em trabalhadores do ensino fundamental nesta terça