Foi preso nesta segunda-feira (23) um homem, de 52 anos, suspeito de estuprar a enteada, de 11. O mandado foi cumprido em Brumadinho, na Grande BH. Segundo as investigações, a criança era abusada pelo padrasto desde os 7 anos. O ato sexual foi consumado quando a garota tinha 10.

O investigado confirmou os atos libidinosos, mas justificou que a menina “o teria seduzido”. 

De acordo com a Polícia Civil, a vítima contou à mãe e a irmã sobre os abusos e afirmou estar apaixonada pelo padrasto. Além disso, ela revelou que o suspeito teria feito o mesmo com outra enteada, em São Paulo. A mãe disse que desconfiava do comportamento do então companheiro com a menina,. Porém, os dois negavam que algo estivesse acontecendo.

Conforme a equipe de investigação, o crime foi denunciado em 9 de agosto, e a vítima teria tentado fugir para morar com o suspeito.

Uma semana depois, a mãe da menina ligou para a Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (Deam) de Betim, relatando que o ex-companheiro passou a ligar pedindo que a denúncia fosse retirada. Na ocasião, a mãe também expôs o medo de que ele fugisse com a filha. 

Leia mais: 

Ministério Público do Rio defende júri popular para Flordelis
Brechós para todo lado: pandemia e consumo consciente turbinam mercado de roupas e acessórios usados
Vacinar adolescentes torna mais seguro retorno às aulas, diz Fiocruz