Após quase um ano e meio longe das salas de aula, estudantes do ensino superior de Belo Horizonte poderão retomar as atividades presenciais a partir de segunda-feira (23). A decisão, já adiantada nessa sexta (20) pela prefeitura da capital, foi oficializada por meio de um decreto publicado no Diário Oficial do Município (DOM) deste sábado (21). 

O documento também traz um novo protocolo para funcionamento das instituições de ensino de um modo em geral, com diminuição da distância permitida entre os estudantes em sala de aula, que passa de 2 metros para 1 metro. A medida vai possibilitar o dobro do número de pessoas nestes locais. 

Para o ensino superior e Centros de Formação Profissional, assim como para os demais níveis, a PBH recomenda a divisão das turmas em subgrupos, com dias, horários ou turnos escalonados, estabelecendo a capacidade máxima dos locais. Além disso, a entrada e saída de estudantes, assim como os intervalos, deverão ser fracionados. Não será permitido o acesso de pessoas sem máscara ou que não estejam utilizando a proteção de forma adequada, com cobertura do nariz e boca. 

Laboratórios e clínicas

Laboratórios podem funcionar com capacidade de uma pessoa a cada 5m² e estarão abertos somente para pesquisa ou para aulas dos cursos majoritariamente práticos. O uso de equipamentos que não possam ser removidos deve ser alternado, evitando proximidade entre os alunos e permitindo a higienização conforme o caso. 

As clínicas também poderão retomar o atendimento, que deve ser reduzido e mediante agendamento prévio de horário. Os locais deverão contar com divisórias individuais e equipamentos de desinfecção em cada baia. Espaço, como os reservados para fisioterapia, deverão ter camas com distanciamento de 1m entre elas e os alunos deverão ocupar apenas um dos lados, garantindo o espaçamento mínimo.

Veja o protocolo completo aqui.

Leia mais:
PBH acaba com restrição de horário no funcionamento do comércio de rua e de shoppings
Retorno às aulas presenciais nas faculdades de BH, na segunda, deve ser híbrido
Entenda como as salas de aula de BH poderão receber o dobro de alunos a partir de segunda-feira