Duas pessoas da mesma família morreram vítimas da febre maculosa em Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, elas moravam na região do bairro Nacional. 

Mais informações sobre as vítimas, como idade, sexo e data dos óbitos, foram solicitadas, mas não informadas pela prefeitura. Há dois anos, a cidade viveu um surto da doença na mesma área. Na época, a doença, que é transmitida pelo carrapato-estrela, matou ao menos quatro pessoas no município.

Em nota, a Secretaria Municipal de Saúde informou que monitora a área desde 2017, e que intensificou as ações de prevenção em 2019.

“No dia 13 de agosto, foi iniciada a sensibilização e panfletagem para os moradores da área do entorno, além da borrifação nas casas com produto específico de combate ao carrapato estrela. Novas ações da SMS também foram encaminhadas, como a divulgação de Nota Técnica para toda a rede de saúde pública e privada”, diz o comunicado. 

Ainda segundo a prefeitura, outras ações de prevenção são realizadas, como mapeamento e acompanhamento das áreas de risco, manutenção de um grupo de mensagem e contato permanente com os carroceiros, com banhos carrapaticidas nos cavalos e exames rotineiros nos animais. 

“A pasta também promove treinamentos para os agentes de combate às endemias e agentes comunitários de saúde, médicos e enfermeiros.  Ainda mantém contato frequente com munícipes das áreas de risco, por meio das visitas da Atenção Básica”, concluiu. 

Leia mais:
Com queda de doações na pandemia, Hospital da Baleia lança campanha para arrecadar recursos
Contagem libera comprovante de endereço em nome de terceiros para vacinação contra Covid-19
Minas tem 150 casos confirmados da síndrome inflamatória infantil associada à Covid-19