Belo-horizontinos com comorbidades, de 54 e 53 anos, poderão completar, nesta terça-feira (3), o esquema vacinal contra a Covid-19 na capital mineira. A segunda dose está sendo aplicada em postos fixos e extras, até 17h, e até 16h30 nos pontos drive-thru. Durante a semana, também há opções para imunização noturna, com horário estendido até 20h na Escola de Enfermagem da UFMG, no bairro Santa Efigênia, e na Faculdade Pitágoras, no Funcionários, ambas na região Centro-Sul de BH. 

Para receber a vacina, porém, o público deve ficar atento. Conforme informou a Prefeitura de Belo Horizonte, apenas poderão antecipar a segunda dose as pessoas do grupo convocado cuja a data marcada no cartão para a aplicação da segunda dose seja menor ou igual a sete dias. Por isso, é importante consultar o cartão de vacinação antes de comparecer a um dos postos.

Aqueles que têm direito à dose nesta terça devem levar o cartão de vacina, documento de identidade e CPF. Os endereços dos pontos de imunização estão disponíveis aqui.

A aplicação da segunda dose para o público com comorbidade segue até sábado (7) em BH. Confira o calendário a seguir:

  • Dia 3, terça-feira: segunda dose para pessoas com comorbidades de 54 e 53 anos;
  • Dia 4, quarta-feira: segunda dose para pessoas com comorbidades de 52 a 50 anos; 
  • Dia 5, quinta-feira: segunda dose para pessoas com comorbidades de 49 e 48 anos; 
  • Dia 6, sexta-feira: segunda dose para pessoas com comorbidades de 47 a 42 anos;
  • Dia 7, sábado: segunda dose para pessoas com comorbidades de 41 a 34 anos. 

Primeira dose

Nesta quarta (4) e quinta-feira (5), BH também aplicará a primeira dose em homens e mulheres de 35 anos. Veja o cronograma:

  • Dia 4, quarta-feira: primeira dose para homens de 35 anos, completos até 31 de agosto,
  • Dia 5, quinta-feira: primeira dose para mulheres de 35 anos, completos até 31 de agosto. 

Para este público, a vacinação também ocorrerá em postos fixos, extras, drive-thru e pontos de imunização noturna, nos mesmos horários. Para garantir a dose é preciso ser morador de Belo Horizonte, apresentar um documento de identificação com foto, não ter recebido outro imunizante nos últimos 14 dias e nem ter sido infectado pelo coronavírus com início de sintomas nos últimos 30.

Leia mais:
BH tem movimento tranquilo em primeiro dia de vacinação em horário noturno
Internações por Covid-19 voltam a subir em Belo Horizonte; transmissão também apresentou aumento
PBH repassa 2ª parcela de R$ 6 milhões à UFMG para desenvolvimento de vacina contra a Covid-19