Após o recesso de duas semanas, escolas da rede municipal de Belo Horizonte retomam as aulas presenciais nesta segunda-feira (2). Estão incluídos alunos da educação infantil e do 1º ao 5º ano do ensino fundamental. Estudantes do 6º ao 9º ano têm retorno marcado para quinta-feitra (5).

A Prefeitura de Belo Horizonte recomenda que as atividades presenciais sejam em dias alternados com as remotas e que haja divisão das turmas em grupos menores para garantir o distanciamento de dois metros entre alunos nas salas. O executivo municipal informou ainda que vai manter o ensino remoto para quem optar por não frequentar as escolas no momento.

Já na rede estadual, o retorno das aulas presenciais está marcado para terça-feira (3). Está autorizada volta do 1º ao 5º ano, do 9º ano do ensino fundamental e do 3º ano do ensino médio nos municípios que estão nas ondas amarela e verde do programa Minas Consciente. 

De acordo com a Secretaria de Estado de Educação (SEE), nas cidades em onda verde, professores que atuam no 8º ano do ensino fundamental, no 2º ano do ensino médio, em turmas do último período de cursos profissionalizantes e da Educação de Jovens e Adultos (EJA) devem voltar ao trabalho presencial nesta terça. Já a retomada das atividades para alunos destes anos escolares ocorre na próxima segunda (9).

Nas cidades que estão na onda vermelha, apenas alunos do 1º ao 5º ano do ensino fundamental podem ter aulas presenciais, até o momento.

Greve sanitária 

Apesar do anúncio de retorno pelo Estado, o Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação (Sind-UTE) anunciou, na semana passada, greve sanitária por tempo indeterminado a partir desta segunda (2). A coordenadora-geral Sind-UTE, Denise Romano, afirmou que as escolas não têm segurança sanitária para aulas presenciais. “Essa greve sanitária se faz necessária para defender a vida da categoria, dos estudantes e das comunidades escolares'', explicou. 

Em nota, a SEE declarou "que vai acompanhar a adesão ao movimento nas escolas estaduais, mas reitera que o processo de retomada das atividades presenciais segue planejado com todo cuidado e segurança, com o fim do recesso escolar".

Ainda segundo a pasta, o ensino híbrido será mantido. "Em uma semana, os alunos vão às escolas e, na outra, ficam em casa. A participação nas aulas presenciais é facultativa às famílias", explicou a secretaria em nota. Para conferir a lista das escolas que vão reabrir nesta terça clique aqui.

Rede particular

Estabelecimentos da rede privada também reabrem nesta segunda, autorizadas a receber alunos da educação infantil, do ensino fundamental e do ensino médio. Segundo o Sindicato das Escolas Particulares de Minas Gerais (Sinep-MG), Belo Horizonte tem 834 escolas, com 150.994 alunos.

Leia mais:
Trabalhadores da educação de Minas decretam greve sanitária por tempo indeterminado
Professores de turmas do 6º ao 9º ano são convocados pela PBH para retorno ao trabalho
Covid-19: escolas reiniciam ensino presencial em nove estados