Vinte e um suspeitos de homicídios foram presos em operação da Polícia Civil, nesta sexta-feira (30), na Grande BH. Segundo a corporação, as investigações, que já duram quatro anos, revelaram 24 assassinatos relacionados ao tráfico de drogas em Contagem.

As capturas se deram na cidade onde os crimes foram cometidos, além de Pará de Minas, no Centro-Oeste do Estado, Betim e São Joaquim de Bicas.

O delegado Anderson Resende Kopke, responsável pela ação, afirmou que os crimes foram cometidos de 2017 a 2020. Ao todo, foram cumpridos 31 mandados de prisão, mas dez suspeitos seguem foragidos.

Também foram cumpridos 33 mandados de busca e apreensão. Entre os materiais recolhidos estão anotações referentes ao tráfico de drogas.

Kopke detalhou que os crimes têm origem em uma disputa entre três gangues rivais por pontos de tráfico numa região entre os bairros Funcionários e Perobas, em Contagem.

De acordo com a polícia, dentre os presos, dois têm ligação direta com seis mortes. Segundo o delegado, o inquérito será concluído na próxima semana.

Ainda de acordo com o delegado, em um dos casos foi executado um casal no qual somente o homem seria o alvo. A companheira dele estava grávida. Kopke informou ainda que as gangues demarcavam territórios com símbolos e inscrições. Uma delas era "CSF", sigla de uma das quadrilhas do bairro Perobas, em Contagem.

Leia mais:
Operação 'Noakes' combate fraudes na regularização de reboques e semirreboques em Minas
Polícia Civil indicia dentista por importunação sexual em Juiz de Fora, na Zona da Mata
Ônibus vão circular até 1h em BH após flexibilização do funcionamento dos bares e restaurantes