Trecho da BR-381/262 entre Minas Gerais e Espírito Santo teve autorização do Tribunal de Contas da União para ser leiloado. A previsão é que o edital com as normas do processo seja publicado ainda neste semestre pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT).

O projeto de concessão permite exploração da infraestrutura com contrapartida de prestação de serviço público. A concessionária se comprometerá com a recuperação, operação, manutenção, conservação, monitoração e implantação de melhorias.

A medida prevê o investimento de R$ 7,17 bilhões no trecho de 686,10 km, somando a BR-381, de Belo Horizonte a Governador Valadares, no Vale do Rio Doce, e a BR-262, entre João Monlevade, região Central de Minas, e Viana, no Espírito Santo.

Está prevista a geração de quase 110 mil empregos, diretos e indiretos. Segundo o Ministério da Infraestrutura, a licitação deve ocorrer entre outubro e novembro deste ano.

Leia mais:
Veja intervenções que serão feitas com acordo da Vale, incluindo obras em hospitais e rodovias
Construção de novo acesso ao Inhotim, na Grande BH, deverá ser finalizada em dezembro deste ano
Zema anuncia obras e repasses aos municípios após sancionar lei do acordo de R$ 11 bi com a Vale