Dezesseis obras de recuperação e pavimentação de 475 km de rodovias mineiras, incluindo a MG-262, e reformas em hospitais da capital mineira e do interior, estão entre as intervenções que já podem ser iniciadas após a sanção, nesta quarta-feira (28), do projeto de lei que autoriza o uso dos recursos do acordo do Estado com a Vale

De acordo com o governo de Minas, sete despachos foram assinados pelo governador Romeu Zema (Novo) nesta data, permitindo que diversas obras comecem assim que sejam feitas as publicações da lei e do decreto de suplementação de crédito orçamentário. Conforme o Estado, essas ações já podem ser executadas, uma vez que já contam com processo licitatório concluído. A reportagem procurou o Estado para obter uma previsão de quanto a lei e o decreto serão publicados, e aguarda retorno.

Entre as obras, estão a recuperação funcional, melhoramento e pavimentação de mais de 475 quilômetros em rodovias (veja abaixo). Entre elas, está a ordem de serviço para a pavimentação e melhoramento da MG-262, entre Caeté, na Região Metropolitana de BH, e Barão de Cocais, na região Central, que foi assinada nessa terça (27) por Zema. O trecho compreende 28,5 quilômetros e serão investidos R$ 98,7 milhões nas intervenções.

Ao custo de R$ 3,6 milhões, outra obra que já pode ter início é a recuperação funcional de pavimento de 13,5 km de extensão da MG-040, entre Crucilândia, na região Central, e Itaguara, na Grande BH. Veja as obras previstas abaixo:

OBRA/ EMPREENDIMENTO

TRECHO

RODOVIA

EXTENSÃO/ DIMENSÃO

VALOR

STATUS

Recuperação funcional de pavimento

Águas Formosas – Pavão

Entr. BR-166 - Pavão

MG-105

MG-409

121,9

R$ 63,5

milhões

Início dos serviços in loco

Recuperação funcional de pavimento

Entrº CMG451 (A) (p/Carbonita) - Entrº CMG-451 (B) (p/Bocaiuva)

MGC-367 (BR-367)

24,9

R$ 7,4 milhões

Homologação da Licitação;

Ordem de Início

Recuperação funcional de pavimento

Entrº CMG-451(B) (p/Bocaiúva) - Couto de Magalhães de Minas

MGC-367 (BR-367)

41

R$ 15,3 milhões

Homologação da Licitação;

Ordem de Início

Recuperação funcional de pavimento

Couto de Magalhães de Minas - Diamantina

MGC-367 (BR-367)

30,4

R$ 11,2 milhões

Publicação de edital de licitação de obra

Recuperação funcional de pavimento

Entr. Lmg677 (Turmalina) - Entr. Br451 (A) (p/ Carbonita)

MGC-367 (BR-367)

60,4

R$ 18,2 milhões

Publicação de edital de licitação de obra

Recuperação funcional de pavimento

Entr Br342(B) Araçuaí - Entr Mg114(A) Virgem da Lapa

MGC-367 (BR-367)

31,2

R$ 12,5 milhões

Publicação de edital de licitação de obra

Recuperação funcional de pavimento

Crucilândia – Itaguara

MG-040

13,5

R$ 3,6 milhões

Homologação da Licitação;

Ordem de Início

Recuperação funcional de pavimento

Entrº BR-482 (P/ Carangola) - Divino

MG-265

16,3

R$ 4,6 milhões

Homologação da Licitação;

Ordem de Início

Recuperação funcional de pavimento

São João do Oriente – Entrº BR-458;

Ipaba – Entrº BR-458;

Bugre – Entrº BR-458

AMG-900

20,2 km

R$ 3,1 milhões

Homologação da Licitação;

Ordem de Início

Recuperação funcional de pavimento

Entr BR-381 (Cambuí) - Senador Amaral

Entr MG-173 (Paraisópolis) - Consolação

MG-295

32,7

R$ 14,2 milhões

Homologação da Licitação;

Ordem de Início

Recuperação funcional de pavimento

Entrº BR-460 - Dom Viçoso

MG-883

19,7

R$ 10,4 milhões

Homologação da Licitação;

Ordem de Início

Recuperação funcional de pavimento

Ipanema- Manhuaçu

Entrº MG-111 - Simonésia

MG-111

AMG-2905

84

R$ 24,6 milhões

Homologação da Licitação;

Ordem de Início

Recuperação funcional de pavimento

Entrº Br365/452 (Uberlândia) - Entrº Br153 (Prata)

MG-497

77,6

R$ 31,5 milhões

Publicação de edital de licitação de obra

Recuperação funcional de pavimento

Final Perímetro Urbano de Abadia Dos Dourados - Entrº BR-365 (P/Uberlândia)

MG-190

58,3

R$ 37 milhões

Publicação de edital de licitação de obra

Melhoramento e pavimentação

Pintópolis - Urucuia

MG-402

73,1

R$ 66,7 milhões

Homologação da Licitação;

Ordem de Início


“Entre as 16 obras de recuperação funcional e melhoramento e pavimentação previstas no projeto, 11 já estão em fase de homologação da licitação e ordem de início, somando 475,8 km de extensão e R$ 312,1 milhões. A partir da sanção do projeto, da publicação da lei e da publicação de decreto de suplementação de crédito orçamentário já poderão ser executadas. As demais terão o edital de licitação da obra publicado e os procedimentos licitatórios concluídos”, explicou o governo, em nota.

Hospitais da Fhemig

Um dos despachos assinados por Zema também permitirá, segundo o Estado, a abertura de procedimentos licitatórios para execução de obras de reforma e revitalização no Hospital Júlia Kubitschek, em Belo Horizonte, com edital previsto para publicação em agosto.

Além dessa, o projeto sancionado prevê a reestruturação de outras unidades da Rede Fhemig, como os hospitais Infantil João Paulo II e João XXIII, ambos na capital. Essas intervenções totalizam R$ 111,5 milhões.

Hospital Regional de Teófilo Otoni

Outra obra que já pode iniciar é a retomada da construção do hospital de Teófilo Otoni, que estavam paralisadas desde 2016 após a execução de cerca de 50% do projeto. Com a retomada das intervenções, o centro médico - instalado em um terreno de 40 mil m² - terá 427 leitos, sendo 372 de internação, 30 UTI adulto e 25 leitos UTI neonatal, com possibilidade de expansões futuras.

“O equipamento contribuirá na ampliação da oferta de serviços para atenção às necessidades de cirurgias eletivas e trará benefícios a toda região. Somente na microrregião de Teófilo Otoni/Malacacheta serão 11 municípios atendidos, representando 280 mil habitantes”, informou o Estado, em nota.

Hospitais de Divinópolis, Sete Lagoas, Conselheiro Lafaiete e Juiz de Fora

Além disso, o termo assinado com a Vale destina R$ 985,9 milhões para a conclusão e equipagem de hospitais regionais no Estado que tiveram as obras interrompidas. Entre eles, Divinópolis, na região Centro-Oeste; Sete Lagoas e Conselheiro Lafaiete, na região Central; e Juiz de Fora, na Zona da Mata. 

Nessas localidades, ainda segundo o Estado, o Departamento de Edificações e Estradas de Rodagem de Minas Gerais (DER-MG) realiza diagnóstico para identificar e avaliar a situação física das estruturas e equipamentos e, assim, mensurar os valores necessários para as conclusões. Após os estudos, previstos para serem finalizados em setembro, serão realizadas novas licitações.

O Hospital de Unaí, na região Noroeste, também receberá investimentos, que não foram detalhados pelo governo.

Leia mais:
Irmãos que confessaram morte de advogado vão a júri popular nesta quinta-feira
Lira: reformas e PEC do Voto Impresso serão prioridade no 2º semestre
Senac abre vagas de qualificações gratuitas para o mercado de trabalho no cenário de pandemia