Adultos com sintomas de Covid-19 e que queiram colaborar com a criação de remédios contra a doença podem se voluntariar em uma pesquisa do Hospital das Clínicas da UFMG, a partir desta segunda-feira (26). Os selecionados serão acompanhados pela equipe médica e receberão uma ajuda de custo de transporte e alimentação para as fases presenciais do estudo, que será feito em Belo Horizonte.

De acordo com o HC, o objetivo da participação dos voluntários é avaliar a eficácia de diferentes medicamentos em um mesmo perfil de população. Os exames começarão pelo fármaco de anticorpo monoclonal (mAb) - tipo de droga utilizada em pacientes com câncer e outras doenças inflamatórias e, recentemente, aprovada para tratamento de infecções leves e moderadas de Covid nos Estados Unidos.

Para integrar a iniciativa, além da maioridade, é necessário ter iniciado sintomas leves ou moderados da enfermidade causada pelo coronavírus em até 10 dias. Os selecionados serão acompanhados por uma equipe multiprofissional, com exames gratuitos. Durante a pesquisa, será necessário ter disponibilidade para ir até a unidade hospitalar, localizada no bairro Santa Efigênia, na região Leste da capital. O transporte e a alimentação serão custeados pela pesquisa.

Em relação à duração da pesquisa, a UFMG informou que os voluntários serão acompanhados mais de perto, em encontros presenciais e/ou remotos, nos primeiros 33 dias. Em seguida, as avaliações serão feitas com um espaçamento temporal maior, até o fim dos sintomas da enfermidade.

Interessados que cumpram os requisitos desejados devem enviar uma mensagem com nome completo e telefone de contato para o número de WhatsApp (31) 97170-1111 ou para o e-mail cpconvida.hcmg@ebserh.gov.br e aguardar o retorno da equipe, que prestará detalhes sobre a pesquisa, incluindo critérios de inclusão e exclusão na mesma (gestantes e lactantes, por exemplo, não são elegíveis).

A infectologista Flávia Ribeiro, pesquisadora responsável pelo estudo no HC, comentou sobre a importância da participação cidadã. “Participar dessa rede de pesquisa traz ao HC a possibilidade de contribuir ainda mais com o combate à pandemia. Para isso, é necessário que a população se mobilize. A participação do cidadão é fundamental”, disse. O Hospital das Clínicas da UFMG é integrante da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Rede Ebserh), do Ministério da Saúde.

 

Leia mais:
Frio intenso retorna a BH na sexta; no interior, 439 cidades têm risco de declínio acentuado
Kalil vai se reunir com representantes dos clubes de BH para discutir volta do público aos estádios
Com 25% dos produtores registrados no país, vinho mineiro obtém qualidade internacional