O homem que matou a própria mãe em Santana do Paraíso, região do Vale do Aço, foi preso em flagrante e levado para o sistema prisional. Por medida de segurança, a Polícia Civil de Minas Gerais não informa nomes e para qual unidade ele foi levado.   

O crime aconteceu na quinta-feira (22). O homem, de 48 anos, morava com a mãe, de 78 anos.  Os vizinhos acionaram a Polícia Militar na sexta-feira (23) por suspeitarem de que algo havia acontecido, já que a idosa, que costuma andar pelo bairro todos os dias, não apareceu por dois dias.

A Polícia Militar encontrou a cova onde estava o corpo da idosa no quintal da casa. O homem, um soldador que estava desempregado, foi preso em flagrante na rodoviária de João Monlevade e levado para a delegacia de Santana do Paraíso.

Em depoimento, o homem confessou o crime. Segundo a delegada Talita Martins Soares, da delegacia de Santana do Paraíso, ele disse que queria mudar de casa por problemas com vizinhos, depois que expôs os órgãos genitais pela janela, e a mãe se negava a fazer a mudança.

O homem deve ser julgado por homicídio qualificado, por condição de violência doméstica e a vítima ter mais de 60 anos. A pena é de 30 anos de prisão.

A delegada Talita Martins Soares informou que o inquérito deve estar concluído em cinco dias.

Leia também:
MP recorre de decisão que fixou honorários de R$ 500 milhões na recuperação judicial da Samarco
Teste: Ford Ranger Black até vai na poeira, mas não gosta de se sujar