Um lote localizado na rua Carlos Pinheiro Chagas, no bairro Minas Gerais, região Noroeste, foi cedido pela Prefeitura de Belo Horizonte à UFMG para sediar o centro de pesquisas clínicas com vocação para estudos de vacinas. O decreto foi publicado nesta quinta-feira (22), no Diário Oficial do Município (DOM).

Segundo o documento, o terreno será o de número nove do quarteirão 21. Ao fim da cessão de uso, as obras serão incorporadas ao patrimônio do município. Além disso, o Executivo poderá pedir, a qualquer momento, a retomada do imóvel.

Em maio, o prefeito Alexandre Kalil (PSD) já havia assinado um decreto para viabilizar R$ 30 milhões com o objetivo de custear os estudos para a produção da vacina Spintec contra a Covid-19, desenvolvida pela universidade. 

Os recursos viabilizarão os estudos de fase clínica 1 e 2 da vacina, com a testagem em adultos saudáveis sem exposição prévia ao coronavírus ainda neste ano. Caso os testes confirmem a segurança e a eficácia do imunizante, o produto deverá chegar ao mercado em 2022. 

De acordo com a UFMG, a verba será usada no custeio de despesas relacionadas à manutenção e experimentações, compra de reagentes, produção de lotes de teste, supervisão dos ensaios, preparo da documentação de pedido de registro, execução dos testes pré-clínicos e duas etapas dos ensaios clínicos.

Leia mais:

Veja quem pode receber a vacina contra Covid de hoje até quinta-feira da semana que vem em BH
Projeto que atende moradores de rua na Serraria Souza Pinto, em BH, deve ser prorrogado