Um a cada cinco moradores de Belo Horizonte, incluídos no público-alvo da vacinação, já estão completamente imunizados contra o coronavírus. O ritmo poderia ser melhor, mas especialistas e autoridades avaliam positivamente o andamento da campanha. Neste sábado (17), o grupo dos 60 anos começou a receber o reforço e, na segunda-feira (19), será a vez daqueles com 40 tomarem a primeira dose. 

De acordo com o último boletim da PBH, 21,7% da população apta a receber a proteção já tomou o reforço ou foi o produto da Janssen, administrado em dosagem única. “Mas que todo mundo lembre que não se pode escolher vacina nem deixar de tomar a segunda dose”, afirmou Jandira Campos Lemos, diretora da Sociedade Brasileira de Imunização em Minas (SBim-MG).

Vale ressaltar, porém, que muita gente ainda não recebeu o complemento devido ao prazo de até 90 dias entre as aplicações, casos da AstraZeneca e Pfizer. “As primeiras pessoas que tomaram em março foram vacinadas em junho. Os demais grupos vão ser vacinados agora em julho, agosto e setembro e em diante”, explicou o secretário Municipal de Saúde, Jackson Machado Pinto. 

Ao todo, a capital mineira já protegeu 1,3 milhão de moradores ao menos com uma dose – 56,2% do público-alvo. Desde o início da pandemia, cerca de 250 mil pessoas testaram positivo para o vírus, com 6 mil casos evoluindo para óbitos

Ampliação
A partir de segunda-feira, os belo-horizontinos com 40 anos, completados até 31 de julho, vão ser imunizados. A expectativa da PBH é vacinar 31 mil pessoas com o recebimento de mais 36 mil doses. Essa parcela população será vacinada prioritariamente com a AstraZeneca.

Os moradores devem ficar atentos ao novo horário de funcionamento dos postos de vacinação nos dias úteis. Agora, o atendimento será das 8h às 17h, nos fixos e extras, e das 8h às 16h30 no drive-thru. Os locais de imunização da próxima semana serão disponibilizados no portal da Prefeitura de BH neste sábado.

BH vai vacinar contra Covid-19 moradores com 40 anos a partir de segunda-feira

Taxa de transmissão da Covid em BH chega a 1,04; ocupação de UTI sobe

Covid: com avanço da vacinação, cidades mineiras registram queda no número de mortes e internações