Com a redução das taxas de ocupação de leitos e contaminados pelo novo coronavírus, a Secretaria de Saúde de Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, desmobilizou 85 leitos exclusivos para a doença. As vagas são do Centro Especializado em Assistência Covid-19, no Hospital Santa Helena, localizado no bairro Eldorado. 

De acordo com o titular da pasta, Fabrício Simões, isso significa que a pandemia atingiu um patamar controlável no município. Atualmente, a taxa de ocupação é de 60% para as Unidades de Terapia Intensiva (UTI) e 81% para a enfermaria. A taxa de transmissão é de 0,84%, um número considerado baixo. “Não faz sentido manter 50 leitos se eu não tenho pacientes para colocar lá. Estamos cuidando do recurso público de forma responsável e racional. Reduzimos leitos porque não existe demanda”, esclarece. 

Entretanto, a medida não afetará quem ainda precisa de internação, e os leitos estão disponíveis para a remontagem, caso haja demanda. Durante a segunda onda, haviam 195 leitos para a Covid-19 e, agora, a cidade está com 110. "A gente espera que não precise, mas essa característica de elasticidade de leitos é muito importante e Contagem adquiriu essa possibilidade”, assegura o secretário.

Nesta sexta-feira (16), a primeira dose da vacina foi aplicada para o público de 40 anos.    

Leia mais:

Covid: com avanço da vacinação, cidades mineiras registram queda no número de mortes e internações
Mortes por Covid-19 caem 14%, diz Ministério da Saúde
Morador de BH denuncia ter recebido doses diferentes de vacinas contra a Covid-19