As mortes trágicas de mãe e filho – um menino de prováveis 6 anos -, registradas na manhã deste sábado (10), chocaram um condomínio de luxo da rua Professor Antônio Aleixo, no bairro de Lourdes, região Centro-Sul de Belo Horizonte. A suspeita inicial é de que a mulher tenha matado o filho a facadas e se suicidado em seguida.

Os corpos foram recolhidos há pouco ao Instituto Médico Legal (IML) da capital, logo depois de concluída a perícia no local. A Polícia Militar revela que recebeu uma ligação pelo telefone 190, pouco depois das 9h deste sábado, de alguém que informava haver uma “confusão” no condomínio Vie Verte, na rua Antônio Aleixo, onde uma mulher e seu filho foram encontrados sem vida no apartamento em que viviam.

Prédio de luxo em Lourdes no qual morreram mãe e filho

Moradores do condomínio de alto luxo foram surpreendidos pela tragédia na manhã deste sábado (10)

Apuração

Ainda segundo a PM, a pessoa que ligou para o 190 contou que as informações que corriam no condomínio eram de que a mãe teria matado o filho e tirado a própria vida em seguida. Até o começo da tarde deste sábado, o boletim de ocorrência do caso ainda não havia sido concluído e a polícia afirma precisar de mais investigações para concluir o que realmente ocorreu.

Segundo vizinhos, mãe e filho viviam sozinhos em um apartamento do condomínio, desde que a mulher se separou do pai da criança, há cerca de dois anos. Ninguém soube dizer se ela teria algum quadro de depressão, que pudesse ter motivado a tragédia.

O pai, que costumava visitar o filho, teria encontrado os corpos no apartamento do bairro de Lourdes nesta manhã.

Um ano após agressão, homem retorna e esfaqueia ex-companheira em Contagem

Veículo pega fogo enquanto mulher dirigia pelo Milionários, no Barreiro

BH entra em alerta de perigo potencial por umidade do ar que pode chegar a 20% neste sábado