Alunos da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) distribuíram 700 máscaras PFF2 para trabalhadores e população em situação de rua em Belo Horizonte. O projeto “Ação Máscaras contra a Desinformação” faz parte do Comitê de Luta UFMG pela Vacina, organizado pelo Movimento por uma Universidade Popular (MUP).

Os estudantes elaboraram kits com três máscaras PFF2, um saco de papel para mantê-las limpas e um panfleto com explicações sobre a reutilização. Essa quantidade de máscaras permite o revezamento correto 

Junto com a distribuição dos kits, os participantes do projeto também se prontificaram a explicar a importância do uso das máscaras PFF2, que são as mais seguras para o momento atual da pandemia. 

“O nosso alvo hoje são pessoas que não têm condições ou as informações necessárias para adquirir uma PFF2”, é o que conta Cecília Araújo, estudante de Ciências Sociais. Segundo Cecília, o foco está em pessoas sem máscaras ou usando os modelos de tecido, que não são tão seguras. 

A verba usada para comprar as máscaras veio de doações. Para contribuir, basta doar pelo Pix, usando o e-mail ufmgpelavacina@gmail.com

Leia mais:

Fiocruz: com avanço da vacinação, mortes e ocupação de UTIs têm queda
Mais 112 mil doses de vacinas da Pfizer contra a Covid desembarcam em Minas