Idosos com 77 anos, completos até 31 de março, serão vacinados contra a Covid-19 a partir desta quinta-feira (18) em Belo Horizonte. Segundo cronograma de vacinação da prefeitura, a imunização será feita até sexta-feira (19).

Pessoas com 78 anos também serão imunizadas até esta sexta. A nova faixa etária foi incorporada ao grupo prioritário após a chegada de uma nova remessa com 21,8 mil doses da vacina Coronovac, todas destinadas à primeira aplicação. A expectativa é a de proteger cerca de 21 mil moradores da capital mineira com 78 e 77 anos.

O horário para vacinação é das 7h30 às 15h30 e ocorre nos 152 centros de saúde, além dos postos extras. No drive-thru, o horário é das 8h às 15h.

É preciso que o idoso leve documento de identidade, CPF e comprovante de residência. Todos devem estar de máscara e respeitar o distanciamento nas unidades. O ideal é que a pessoa leve, no máximo, um acompanhante para evitar aglomerações.

A imunização deste novo grupo será realizada simultaneamente à vacinação de residentes da capital mineira que tenham de 79 a 81 anos. Os com idades de 82 a 85 anos, que ainda não se imunizaram, devem seguir para os centros de saúde específicos e drive-thru. Veja a lista neste link.

Protegidos

O pastor e advogado Samuel Marcelino de Oliveira, de 78, foi um dos imunizados: “Estava ansioso devido à gravidade da situação que estamos vivendo. Então, sinto um alivio e uma tranquilidade enorme em saber que algo perigoso está cada vez mais distante de mim”, conta.

Ele também sobre o motivo de escolher o drive-thru para tomar a primeira dose: “É um método melhor, porque esse momento exige que estejamos afastados de grandes grupos. Então, a forma individual e dentro do carro se torna mais segura”.

Samuel

Samuel Marcelino, 77, recebebendo sua primeira dose

Emocionada

Também vacinada nessa quinta-feira, a dona de casa Marize Rangel de Matos, 77, chegou a ficar emocionada. “Estou muito feliz, com muita vontade de chorar de alegria”, diz. Com 13 irmãos, ela conta que os mais velhos também estão sendo imunizados e, quando tudo isso acabar, vai fazer uma festa com “todo mundo junto e vacinado”.

Marize

Marize Rangel, 77, no momento em que aguardava pela sua primeira dose

Leia mais:

BH só tem vaga de UTI no SUS, e oxigênio é problema no interior
Pandemia se agrava em ritmo oposto ao de medidas para mitigar os impactos na economia
BH tem ruas com movimento reduzido em primeira noite do toque de recolher; confira o antes e depois