A quinta-feira (4) será de céu parcialmente nublado e alta temperatura em Belo Horizonte. A previsão meteorológica para a capital mineira indica máxima de 31ºC e não há previsão de chuva.

Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), a mínima para esta quinta é de 16ºC. A umidade relativa do ar deve girar em torno de 35% na parte da tarde.

Para os próximos dias, há previsão de chuva e trovoadas isoladas na metrópole. A sexta (5) será de céu parcialmente nublado a nublado, com temperaturas que podem variar entre 16°C e 32ºC. No sábado (6), os termômetros devem indicar máxima de 30ºC e mínima de 18°C.

Já o domingo (6) terá temperaturas um pouco mais baixas. Segundo o Inmet, o dia será de céu nublado a encoberto, com pancadas de chuva e trovoadas. A temperatura mínima indicada é de 18°C e a máxima, 25ºC.

Abaixo, veja orientações para o período de chuvas:

Recomendações para o período chuvoso:

  • Coloque calha no telhado da sua casa
  • Conserte vazamentos em reservatórios e caixas-d'água
  • Não jogue lixo ou entulho na encosta
  • Não despeje esgoto nos barrancos
  • Não faça queimadas
  • Redobre a sua atenção! Evite áreas de inundação e não trafegue em ruas sujeitas a alagamentos ou perto de córregos e ribeirões nos momentos de forte chuva
  • Não atravesse ruas alagadas nem deixe crianças brincando nas enxurradas e próximo a córregos
  • Não se abrigue nem estacione veículos debaixo de árvores
  • Atenção especial para áreas de encostas e morros
  • Nunca se aproxime de cabos elétricos rompidos. Ligue imediatamente para CEMIG (116) ou Defesa Civil (199)
  • Se notar rachaduras nas paredes das casas ou o surgimento de fendas, depressões ou minas d’água no terreno, avise imediatamente a Defesa Civil
  • Em caso de raios, não permaneça em áreas abertas nem use equipamentos elétricos

Leia mais:
Ciclistas ficam feridos após serem atingidos por carro na BR-040, em Nova Lima, na Grande BH
Polícia Civil realiza operação para combater furtos e roubos a residências em BH
Reedição de medidas emergenciais pode atingir 1,8 milhão de trabalhadores em Minas