O vereador de Belo Horizonte, Gabriel Azevedo (Patriota), foi agredido durante um assalto em São Paulo, nesse fim de semana, onde estava a trabalho. Segundo nota divulgada nesta segunda-feira (1º), um grupo o atacou de “forma violenta” quando tentava roubar o celular e um relógio de pulso do político, causando hematomas profundos e até fraturas na face.

O parlamentar registrou um boletim de ocorrência e disse que os primeiros cuidados já foram tomados. Ele está sendo acompanhado por médicos. "A orientação é de repouso até minha completa recuperação e, por isso, conto com a compreensão de vocês”, disse.  

Gabriel Azevedo suspendeu todas as contas em mídias sociais, mas informou que as atividades parlamentares seguirão na medida do possível, de forma remota. “Preciso me recompor. A barbárie assusta, mas não triunfa. Vamos prevalecer”, finalizou.

Confira a nota na íntegra

Nesse último final de semana estive a trabalho em São Paulo para gravações e, infelizmente, fui vítima de um roubo. Para roubar meu celular e meu relógio de pulso, um grupo numeroso me agrediu de forma violenta na rua, causando hematomas profundos e fraturas na face. O boletim de ocorrência foi registrado. Os primeiros cuidados já foram tomados. Outros serão necessários.

Estou sendo acompanhado por médicos e a orientação é de repouso até minha completa recuperação e, por isso, conto com a compreensão de vocês. As mídias sociais estão suspensas. As atividades parlamentares seguirão na medida do possível, de forma remota.

Peço que notificações sobre problemas da cidade sejam enviadas pelo aplicativo Tem Meu Voto (disponível na AppStore  e no GooglePlay). Para demais contatos, há o e-mail ver.gabriel@cmbh.mg.gov.br e o WhatsApp do gabinete +55 31 99879-2849. Peço a gentileza de evitarem meu número pessoal de WhatsApp. Preciso me recompor.

A barbárie assusta, mas não triunfa. Vamos prevalecer.

Vereador Gabriel, 1° de março de 2021.

Leia mais:
Motorista embriagada invade a contramão e atropela dois policiais militares em BH
Feto é encontrado na porta de uma casa no bairro Cardoso, em BH
Criança de 8 anos é vítima de bala perdida em BH no dia em que comemorava aniversário