O Governo de Minas informou nesta quarta-feira (17) que concluiu a apuração sobre a perda de 229 doses de vacina contra a Covid-19 em Igarapé, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, e vai repor os imunizantes ainda nesta semana.

“Nós fizemos um apelo ao governador para autorizar a reposição do nosso estoque de vacinas. Ele se prontificou a nos socorrer. E, graças a Deus, recebemos a notícia que o Estado nos enviará, nos próximos dias, uma remessa de novas vacinas para continuarmos nossa campanha de imunização contra a Covid-19, que foi suspensa após o ocorrido”, afirmou o prefeito da cidade, Arnaldo Chaves.

Por causa do problema, a vacinação teve que ser temporariamente suspensa na cidade. “A reserva técnica de 5% do quantitativo total enviado pelo Ministério da Saúde é feita justamente para casos de perda. De forma planejada, foi mantido na Central Estadual da Rede de Frio, em Belo Horizonte, um contingente técnico de reserva, que atualmente conta com 3.120 doses da vacina”, explicou Josianne Dias Gusmão, coordenadora estadual de Imunização. 

Paralelamente às análises realizadas pela SES-MG, a Polícia Civil e o Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) também investigam o caso.

As 229 doses de vacina foram perdidas após uma pane elétrica em um refrigerador da policlínica da cidade. O problema ocorreu no fim de semana, mas só foi descoberto na manhã da segunda-feira (15), quando uma funcionária da unidade chegou para trabalhar. A temperatura do equipamento estava em 36ºC, enquanto o permitido para a CoronaVac é de até 8ºC.

Conforme informou a prefeitura, os imunizantes perdidos eram os últimos no estoque de um total de 152 vacinas que seriam destinadas à aplicação da primeira dose em idosos com 90 anos ou mais. Outras 77 eram reservadas para a aplicação da segunda dose em profissionais de saúde.