O sonho de estudar fora do Brasil foi adiado por muitos estudantes devido à pandemia da Covid-19. Alguns países, como os Estados Unidos, endureceram as normas que permitem a entrada de estrangeiros.

O setor de intercâmbio estava em uma curva ascendente, com aumento de 20% no número de intercambistas em 2019 na comparação com o ano anterior, além de movimentar US$ 1,2 bilhão. Muitos alunos adiaram as viagens e os cursos marcados para 2020 e, isso refletiu diretamente nas agências que fazem a ponte com as escolas estrangeiras.

A diretora de Relações Institucionais da Associação das Agências de Intercâmbio (BELTA), Neila Chammas, conversa com a repórter Maria Amélia Ávila sobre as perspectivas do setor para 2021, nesta terça-feira (2), às 17h. A live será transmitida pelo Instagram do Hoje em Dia.