Belo Horizonte foi palco de mais uma carreata contra o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), na tarde deste sábado (23). Pelas redes sociais, o movimento "Impeachment Já, Pela Vida", organizou protestos em diversos estados, e busca a queda do presidente do país diante da atuação do chefe do Executico perante a pandeia de coronavírus. 

Manifestação contra BolsonaroConcentração da carreata no entorno do Mineirão

Na capital, a concentração aconteceu na avenida Abrahão Caram, na Pampulha, e a carreata seguiu pela avenida Antônio Carlos, rumo ao Centro. Com faixas e carros de som, os manifestantes exigem a abertura do processo de afastamento de Bolsonaro na Câmara dos Deputados.

Além da saída do presidente, os manifestantes também pedem agilidade na campanha de vacinação contra a Covid-19, que teve início nesta semana.

Além de faixas e cartazes de protestos, os organizadores ainda foram enfáticos sobre o cumprimento dos protocolos sanitários, com distanciamento entre os manifestantes, que deveriam ficar em seus carros, assim como uso de máscaras durante todo o percurso.

Manifestação contra Bolsonaro

Os protestos também aconteceram no interior de Minas, como em Varginha, no Sul do Estado, e Juiz de Fora, na Zona da Mata.

Pelo país

Os protestos foram agendados em 17 estados, além do Distrito Federal. Na capital paulista, centenas de carros se concentraram nos arredores do Parque do Ibirapuera num buzinaço contra o governo Bolsonaro. 

Os protestos se espalharam pelo interior paulista, em cidades como Mogi das Cruzes, Osasco, São José dos Campos, Sorocaba e Presidente Prudente.

No Rio de Janeiro, a carreata começou antes do meio-dia. Uma longa fila de carros compôs o cortejo que atravessou a capital fluminense.

Em Goiânia, também teve carro de som e buzinaço exigindo a saída do presidente. Nas redes sociais pipocaram postagens de carreatas em cidades como Aracaju (SE), Novo Hamburgo e Porto Alegre (RS), Florianópolis (SC), Campo Grande (MS), Petrolina (PE), São Luis (MA) e Porto Velho (RN).