A taxa de ocupação dos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), reservados para pacientes com Covid-19 em Belo Horizonte, está abaixo de 80% pela primeira vez em 2021. A informação foi divulgada no boletim epidemiológico desta sexta-feira (22). Dos 585 leitos disponíveis nas redes pública e particular, 79,3% estão ocupados na capital. Na quinta (21), esse número era de 81%.

Desde o dia 31 de dezembro, o índice estava acima de 80%. Mesmo com a queda, o dado permanece no nível vermelho no gráfico dos indicadores de monitoramento da pandemia da Covid-19, em situação crítica e em estado de alerta máximo. 

Os outros dois indicadores também apresentaram queda nesta sexta. O número médio de transmissão por infectado (Rt) aparece em 1,01 – na quinta estava em 1,02 –, o que significa que, em média, 100 pacientes infectados transmitem a doença para outros 101. Na última sexta-feira (15), o Rt chegou a atingir 1,09.

O boletim ainda mostra que 65% dos leitos de enfermaria, destinados aos pacientes com Covid-19, estão ocupados nas unidades de saúde da capital mineira. Na quinta esse número era de 65,7%. Ao todo, Belo Horizonte tem 1.481 vagas exclusivas para pessoas com a doença.

As taxas de ocupação de leitos e de transmissão da doença são consideradas pela prefeitura para a tomada de decisões referentes à reabertura ou fechamento de atividades econômicas. Nessa quinta, durante entrevista, o prefeito Alexandre Kalil afirmou que Belo Horizonte só irá retomar os serviços não essenciais quando os três indicadores de monitoramento da pandemia da Covid-19 estiverem no nível amarelo, ligando a reabertura do comércio, fechado desde o último dia 11, à queda na ocupação dos leitos de UTIs. 

Mais de 800 casos registrados em 24 horas

O levantamento divulgado nesta sexta também atualizou o número de casos confirmados na cidade. Desde o início da pandemia, 81.654 pessoas já se infectaram pelo novo coronavírus. Foram 853 registros nas últimas 24 horas.

Também em um dia, 25 óbitos foram somados na capital. Com isso, ao todo, 2.165 pessoas já foram vítimas da Covid-19 em BH, sendo 1.193 homens e 972 mulheres. Os dados também mostram que 74.094 pacientes já se recuperaram e outros 5.395 seguem em acompanhamento.

Leia mais:
Reabertura do comércio está ligada à queda na taxa de ocupação dos leitos de UTIs em Belo Horizonte
‘Quem não quer vacinar é negacionista, idiota e burro', afirma o prefeito de BH, Alexandre Kalil
Minas deve receber mais 680 mil doses de vacinas contra a Covid na semana que vem