A Prefeitura de Belo Horizonte (PBH) recebeu, na tarde desta terça-feira (19), 128.388 doses da CoronaVac, vacina contra a Covid-19 do Instituto Butantan em parceria com a farmacêutica chinesa Sinovac. Outras 6.882 doses foram entregues diretamente aos hospitais Militar, Eduardo de Menezes e Júlia Kubitschek, da rede estadual. As doses passaram por uma conferência na PBH e, na sequência, começaram a ser entregues.

A capital agora segue as orientações do Plano Nacional de Imunização contra a Covid, do Ministério da Saúde. As doses estão sendo distribuídas para os hospitais públicos, privados e serviços de urgência. Cerca de 63 mil pessoas serão vacinadas, de acordo com a previsão do Executivo e seguindo a possibilidade de 5% de perdas.

Os lotes distribuídos pela Secretaria Municipal de Saúde vão contemplar a vacina, as seringas e agulhas para a imunização. Cada hospital ou serviço de urgência terá autonomia para definir o seu cronograma de vacinação. Profissionais de saúde que atuam nas 54 unidades da rede pública, filantrópica e privada, além dos profissionais das nove Unidades de Pronto-Atendimento e do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), serão os primeiros vacinados na capital mineira.

Condicionado ao recebimento de novas entregas da vacina pelo Ministério da Saúde, os próximos grupos a serem vacinados serão os residentes e profissionais das Instituições de Longa Permanência para Idosos (ILPIs) e os profissionais que atuam na Atenção Primária em Saúde, em cronograma que será estabelecido em função dos quantitativos.

Insumos

Belo Horizonte já conta com insumos em estoque para uso na campanha. Além de seringas, há material para armazenamento das vacinas e veículos para o transporte das equipes volantes e dos imunizantes. A estimativa é que 1.700 vacinadores estejam cadastrados nesta campanha. Todos passaram por treinamento para o registro no sistema de informação e controle das doses aplicadas. A ferramenta realiza o controle do atendimento da demanda e da distribuição da vacina, de acordo com resolução da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Leia mais:
100% das vacinas já foram entregues às regionais de saúde de Minas, segundo o governo
Belo Horizonte registra 45 mortes por Covid-19 em 24 horas; taxa de ocupação de UTIs volta a subir
Restaurante Vecchio Sogno anuncia encerramento definitivo das atividades em Belo Horizonte