Por conta da falta de visibilidade no rio Piracicaba, os mergulhadores dos Bombeiros ainda não conseguiram remover o corpo do motorista do caminhão que caiu do viaduto “Ponte Torta”, na quarta-feira (13), na BR-381, em João Monlevade, na região Central de Minas. O veículo segue submerso, mas deve ser retirado nas próximas horas.

Segundo a corporação, o cadáver do condutor foi localizado dentro da cabine, preso pelo cinto. No entanto, a profundidade de 20 metros e o escoramento do automóvel causam risco aos socorristas. Por isso, a vítima só será removida após a carreta ser retirada da calha do rio por um guincho. 

Os outros três corpos dos ocupantes do caminhão já foram encontrados e encaminhados ao Instituto Médico-Legal (IMP) de João Monlevade. O acidente ocorreu no mesmo local onde um ônibus de turismo caiu de uma ponte, em 4 de dezembro de 2020, e deixou 19 mortos e 27 feridos. 

O acidente

Segundo informações passadas por testemunhas, o caminhão teria saído de Jaguaraçu, no Vale do Rio Doce, com destino a Conceição de Piracicaba, na região Central, transportando asfalto. Ao chegar no elevado, o motorista teria perdido o controle do veículo e caído no rio, na altura do KM 350 da rodovia.

Leia mais:

Motorista fica ferido após caminhão cair dentro do ribeirão Arrudas, na avenida Teresa Cristina
Motorista de app é esfaqueado sete vezes durante assalto na região Noroeste de BH