A Associação Brasileira de Bares e Restaurantes, seção Minas Gerais (Abrasel-MG) participa de uma reunião com o secretário municipal de Planejamento, Orçamento e Gestão, André Reis, e outras entidades ligadas ao comércio para tentar uma flexibilização das atividades, nesta-terça, às 14h.

O presidente da Abrasel, Matheus Daniel, informou que a entidade já tem um documento pronto com propostas a serem apresentadas à PBH para evitar novas perdas com o decreto publicado nesta segunda (11) pela prefeitura, que proíbe a abertura de atividades não essenciais.

Segundo Matheus Daniel, no início da pandemia o setor de bares e restaurantes tinha cerca de 12 mil estabelecimentos na capital mineira, com 72 mil funcionários. Hoje, 25% fecharam as portas e 24 mil pessoas foram demitidas.

Acompanhe a entrevista na íntegra.