Às vésperas da celebração do Ano Novo, Minas registrou 6.391 novos casos de Covid-19 em 24 horas, segunda maior quantidade de infectados no período de um dia desde o início da pandemia, em março deste ano. Os dados são do boletim epidemiológico, divulgado nesta quarta-feira (30) pela Secretaria de Estado de Saúde (SES).

O recorde negativo é de 23 de dezembro, um dia antes do início das comemorações natalinas. Na ocasião, o Estado contabilizou 6.519 testes positivos para o coronavírus. Ao todo, 536.044 mineiros já foram atestados com a doença.

Conforme o levantamento, de terça-feira (29) para hoje, 169 pessoas perderam a vida por complicações da doença. Ao todo, 11.784 óbitos foram contabilizados em Minas. Das 853 cidades mineiras, 704 confirmaram ao menos uma morte pela enfermidade.

Segundo a SES, 485.887 pessoas já se recuperaram do vírus no Estado. Outros 38.373 pacientes seguem em observação.

Belo Horizonte é o líder em número de casos em Minas, com 60.434 infectados e 1.852 mortes. Em seguida vem Uberlândia, no Triângulo Mineiro, com 41.497 testes positivos e 735 óbitos.

Número de bebês vítimas da Covid cresce

O número de crianças menores de 1 ano que perderam a vida pelo novo coronavírus cresceu quase 30% em Minas. Até segunda-feira (28), eram sete óbitos de bebês. Nesta quarta, o número chegou a nove.

Em nota, a SES disse que “em respeito à privacidade das famílias, não são divulgados detalhamentos dos óbitos registrados”. Por isso, não há informações sobre o quadro clínico das crianças, nem onde moravam. 

Leia mais:

Morte de crianças por Covid-19 reforça necessidade de prevenção em todas idades
Guarapari fecha bares e suspende entrada de vans e ônibus de turismo