Um jovem,  de 18 anos, foi assassinado pelo padrasto a facadas, na noite desta quinta-feira (24), durante uma briga de família em Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. Por cauda da pandemia do novo coronavírus, a vítima  estava impedida de entrar na casa, que tinha pessoas do grupo de risco e também por outros desentendimentos com o autor, de 53 anos.

Acionada, a Polícia Militar foi até o endereço, no bairro Novo Riacho, mas já encontrou o rapaz morto, com várias perfurações na região do tórax. 

A mãe da vítima contou aos militares que o jovem não morava mais com a família e já chegou ao local alterado. O padrasto estava dormindo em um dos quartos, escutou os gritos e se levantou. Como a mãe é obesa e, portanto, pertence ao grupo de risco da Covid-19, ele não aceitou que o enteado entrasse na casa. Além disso, conforme a Polícia Militar, o jovem teria envolvimento com drogas e pequenos furtos.

Exaltação

A vítima teria ficado exaltada e dito ao padrasto que ele "não mandava em nada". Em seguida, ele pegou um azulejo e foi para a cima do homem. Outros familiares tentaram conter a briga, mas não conseguiram. Ainda na versão do suspeito, para se defender das agressões, ele foi até a cozinha, pegou uma faca e efetuou os golpes. 

O corpo do jovem foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) de Belo Horizonte e o padrasto levado para a delegacia de Plantão de Contagem, na Grande BH.