O prefeito de Betim, Vittorio Medioli (PSD),  informou que está em negociação com o governo do Estado de São Paulo e o Instituto Butantan para firmar um convênio para a aquisição da vacina contra a Covid-19. O anúncio foi feito nesta segunda-feira (21), data em que o chefe do executivo se reuniu, virtualmente, com o governador de São Paulo, João Doria, e o presidente do Instituto Butantan, Dimas Covas.

Segundo a prefeitura, as negociações estão acontecendo para que, num primeiro momento, o município receba 10 mil doses, que serão usadas para imunizar os profissionais de saúde das redes pública e privada. “Este é um caminho mais curto de garantir a saúde aos nossos servidores, já que não sabemos quando e como o plano do governo federal será colocado em prática”, explicou o prefeito Vittorio Medioli. 

Ainda de acordo com Medioli, a intenção é  adquirir, nas próximas etapas, vacinas para cerca de 51 mil pessoas da faixa de risco e servidores da educação. "A prefeitura manifestou, através de ofício da Secretaria Municipal de Saúde encaminhado à direção do Butantan, o interesse em adquirir 200 mil doses da vacina que está sendo produzida pelo instituto".

O Instituto Butantan informou que até esta quarta-feira (23) enviará um documento à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) solicitando resposta em relação à liberação da vacina. 

Durante a reunião com Vitório Medioli, o governador João Doria ressaltou que espera que o governo federal cumpra seu dever. “Quanto mais vacinas tivermos, melhor. Nossa obrigação é procurar a melhor solução para as pessoas” enfatizou.