Um homem de 54 anos é suspeito de tentar atropelar a ex-companheira com um ônibus na manhã desta segunda-feira (21), em Congonhas, na Região Central de Minas. O homem teria jogado o veículo contra a casa onde estava a vítima, destruindo um muro e uma parede do imóvel, além de veículos de vizinhos.

De acordo com a vítima, que não ficou ferida, o ex-companheiro não concordava com o fim do relacionamento. Ele teria ainda colocado fogo na casa dela na noite anterior e a vítima se abrigou na casa da filha, onde sofreu o atentado com o ônibus.

Após bater violentamente contra o imóvel, o homem se feriu com gravidade. O motorista foi encontrado com um grande corte no pescoço, que teria sido provocado por ele mesmo com uma lâmina. Ele foi socorrido pelo Samu e será preso quando receber alta.

No boletim de ocorrência, consta que o motorista costumava transportar funcionários de uma mineradora, mas a empresa nega que ele fizesse essa prestação de serviços.