A Câmara de Dirigentes Lojista de Belo Horizonte (CDL/BH), solicitou à prefeitura da capital a ampliação do horário de funcionamento para os setores de comércio e serviço durante o período natalino. Com a projeção do aumento de consumidores por conta das compras de fim de ano, o pedido tem como objetivo diminuir as chances de aglomerações nos estabelecimentos. Executivo informou que assunto estará entre as pautas a serem analisadas em uma reunião nesta quinta-feira (17).

Para isso, um ofício foi enviado ao Executivo, sugerindo que o comércio de rua possa funcionar no horário de 9h às 20h, entre os dias 17 e 23 de dezembro. A adesão a tais horários seria facultativa pelos lojistas. “Esperamos que, com a ampliação do horário, os consumidores consigam realizar suas compras de forma mais tranquila e segura, diminuindo as chances de aglomerações nos passeios públicos e comércios”, afirmou o presidente da CDL/BH, Marcelo de Souza e Silva.

Atualmente, o comércio de Belo Horizonte está autorizado a funcionar de segunda a sexta-feira, de 10h às 19h, e entre 9h e 18h aos sábados.

O representante esclareceu, ainda, que o órgão vem reforçando, por meio do projeto Selo Loja Segura e de mensagens transmitidas, a necessidade de seguir as medidas sanitárias vigentes. “Como temos feito desde o início da pandemia, continuamos reforçando junto aos setores de comércio e serviço da capital, a necessidade de cumprir todos os protocolos sanitários e de prevenção ao coronavírus, como a exigência de máscara, a disponibilização de álcool gel 70%, o distanciamento mínimo entre os consumidores, entre outras ações”, completou.

Por meio de nota, a prefeitura informou que o Comitê de Enfrentamento à Epidemia da Covid-19 se reunirá na tarde desta quinta para discutir o atual cenário da pandemia na capital. A questão da ampliação do horário de funcionamento do comércio no período natalino estará entre as pautas a serem analisadas. A reunião será fechada e caso haja deliberações, o Executivo comunicará à imprensa.

Leia mais: 
Lojistas apostam mais no 'Zap' para vendas de Natal em BH
Natal anima o comércio e preocupa médicos
Com 5.672 novos casos em 24 horas, Minas passa de 480 mil infectados pela Covid