Um menino de 10 anos, vítima do acidente com o ônibus que caiu de um viaduto na BR-381, em João Monlevade, na Região Central de Minas, permanece em estado grave na UTI Pediátrica do Hospital de Pronto-Socorro João XXIII, em Belo Horizonte. A informação é do boletim médico da Fundação Hospitalar do Estado de Minas Gerais (Fhemig), divulgado nesta quarta-feira (9).

No mesmo local, um homem de 33 anos permanece em estado grave, porém estável, também na UTI.

A terceira vítima transferida para a capital, uma menina de 7 anos, se recupera bem, na enfermaria do Hospital Infantil João Paulo II, após ser submetida a uma cirurgia no tornozelo nessa segunda-feira (7).

Outras oito vítimas estão no Hospital Margarida, na cidade onde ocorreu o acidente.

A Policia Civil realizou a reconstituição do acidente na manhã desta quarta para apurar as causas da tragédia que deixou 19 pessoas mortas e 27 feridas na tarde da última sexta-feira (4). Até o momento, o inquérito policial já ouviu 14 pessoas, incluindo vítimas, testemunhas, o motorista e uma representante da empresa de ônibus. 

O acidente

O ônibus da empresa Localima Turismo saiu de um povoado na zona rural de Mata Grande, em Alagoas, na manhã de quinta-feira (3) com destino a São Paulo (SP). Ao passar por um viaduto no km 350 da BR-381, local conhecido como Ponte Torta, o motorista pedeu o controle, invadiu a pista da esquerda, bateu na mureta da ponte, caiu e bateu com a parte frontal nos trilhos da Estrada de Ferro Vitória-Minas, da Vale, a 34,5 metros da ponte. Antes da queda, seis pessoas, entre elas o motorista, conseguiram saltar do ônibus e se salvar. 

A principal suspeita da causa do acidente é de falha no freio do veículo.