O trecho da BR-381, na altura do km 350, interditado para a reconstituição do acidente de um ônibus que caiu de um viaduto, em João Monlevade, na região Central de Minas, foi liberado no início da tarde desta quarta-feira (9). Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), a via foi totalmente interditada por cerca de 2h, sendo liberada às 13h.

A reconstituição do acidente foi realizada pela Polícia Civil durante a manhã de hoje, para apuração das causas do acidente que deixou 19 pessoas mortas, na última sexta-feira (4). Ainda há passageiros internados. Segundo informações da corporação, a reprodução foi iniciada às 10h30 e todos os trabalhos técnicos periciais necessários foram realizados para averiguar as circunstâncias dos fatos.

Investigações

Até o momento, o inquérito policial conta com 14 oitivas formalizadas, incluindo vítimas, testemunhas, o motorista e uma representante da empresa de ônibus. Outras sete pessoas foram ouvidas. A Delegacia de Polícia Civil em João Monlevade segue com a investigação para apurar a dinâmica do acidente.

O acidente

No início da tarde da última sexta-feira (4), um ônibus de turismo que seguia de Alagoas para São Paulo caiu de uma ponte enquanto passava por João Monlevade, em Minas. Ao passar por um viaduto no km 350 da BR-381, local conhecido como Ponte Torta, o veículo perdeu tração, iniciou um movimento de ré e começou a descer, já que a pista possui inclinação de quatro graus. 

Sem controle, o ônibus invadiu a pista da esquerda, bateu na mureta da ponte e caiu. O primeiro impacto ocorreu a 26 metros do chão, quando a parte traseira tocou a ribanceira. Depois, o veículo girou e bateu com a parte frontal nos trilhos da Estrada de Ferro Vitória-Minas, da Vale, a 34,5 metros da ponte, e se incendiou.

Antes da queda, seis pessoas, entre elas o motorista, conseguiram saltar do ônibus e se salvarem. 

Leia mais: 
BR-381 ficará fechada por duas horas nesta 4ª para reconstituição de acidente em João Monlevade
Menina de 7 anos, vítima da tragédia da BR-381, é operada no João XXIII
Vítimas de acidente na BR-381 foram identificadas por impressões digitais; dados vieram de 4 estados