O governo de São Paulo montou uma força-tarefa para identificar e liberar os corpos das vítimas da tragédia na Rodovia Alfredo de Oliveira Carvalho (SP 249), em Taguaí. Os institutos médicos-legais (IMLs) das cidades de Avaré, Botucatu e Itapetininga foram acionados para atender mais rapidamente ao número de mortos no acidente.

Segundo a Polícia Militar, até o momento já foram registradas 41 mortes, sendo 37 no local e quatro nos prontos-socorros da região. Os feridos foram levados para hospitais em Taquarituba, Taguaí e Fartura. Os ocupantes do ônibus eram funcionários de uma empresa têxtil da cidade de Taguaí.

De acordo com as informações do governo estadual, tanto a Polícia Militar quanto a Civil trabalham no atendimento das vítimas, com auxílio do helicóptero Águia, da Base de Campinas, e a perícia no local. As causas do acidente estão sendo investigadas.

Os hospitais estão pedindo doações de sangue para as vítimas. Para doar é preciso entrar em contato com o Hemocentro de Botucatu pelos números (14) 3811-6041 (ramal 240) ou pelo WhatsApp (14) 99624-7055 e (14) 99631-5650.