A demolição do prédio que tombou parcialmente no bairro Ponte Alta, em Betim, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, deve começar na manhã desta quarta-feira (25), após vistoria feita por técnicos da prefeitura para analisar os riscos da edificação nesta terça-feira (24). A ação será realizada após a Justiça ter autorizado o município a fazer a demolição parcial e imediata do edifício. A previsão da Defesa Civil é que todo o processo de derrubada do prédio ocorra em 48 horas.

O projeto vai ser executado por uma empresa terceirizada, em conjunto com a prefeitura, que repassará todos os custos da operação para a construtora responsável.

Nesta terça-feira (24), a empresa Abrahim Hamza Construção Eireli-ME se manifestou sobre o ocorrido. "A empresa pede desde já sinceras desculpas a todos os moradores localizados ao redor do prédio, aos compradores e a toda população betinense, e agradece cordialmente a Prefeitura de Betim por tudo que está fazendo em prol dos moradores afetados", diz o comunicado.

A construtora informou também que "ajuizou perante à Justiça uma Ação de Antecipação de Provas, visando apurar os fatos ocorridos, requerendo, assim, a nomeação de um Perito Judicial, para que este esclareça de forma técnica a causa do tombamento, e ainda determinar a melhor forma de demolição, visando segurança, e principalmente, evitar perda de vida humana, e resguardar as famílias envolvidas". 

O acidente

De acordo com o Corpo de Bombeiros, na noite de 17 de novembro, o prédio em construção inclinou-se e vizinhos ouviram estalos vindos da estrutura do edifício. Cerca de 15 famílias de residências próximas foram retiradas do local. Ninguém se feriu.

Uma avaliação inicial dos militares indicou que parte do terreno onde fica a construção cedeu, causando o tombamento da estrutura. Os dois primeiros andares do residencial foram prensados pelo restante da construção. Ainda segundo os bombeiros, o incidente pode ter sido causado pela grande quantidade de chuva.