Fortes chuvas em Belo Horizonte provocaram alagamentos nesta sexta-feira (13) na avenida Vilarinho, em Venda Nova. No local, comércios ficaram parcialmente inundados, mas não há informações de feridos. Carros também ficaram parcialmente submersos.

A Defesa Civil informou que recebeu cinco chamados da população por causa de alagamentos nas regionais Leste, Norte e Pampulha. A reportagem do Hoje em Dia apurou que moradores relataram alagamentos dentro de residências nos bairros Santa Inês, Boa Vista, Aarão Reis, Alto Vera Cruz e Santa Amélia.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, a Polícia Militar solicitou apoio no bairro Vila Clóris. Lá, veículos ficaram submersos na altura do Shopping Estação.

Nas redes sociais, moradores cobraram da Prefeitura de Belo Horizonte (PBH) uma solução para a via, que todos os anos sofre com problemas de inundações (veja o vídeo).

Segundo Adão Brás de Queiroz, de 47 anos, dono de uma oficina na região, a água da chuva chegou a atingir cerca de um metro de altura.

Mais cedo, um alerta de possibilidades de chuvas e trovoadas, além de ventos de até 50 km/h, foi emitido pela Defesa Civil. Segundo o órgão, em uma hora, foram registrados 43,8 mm de precipitações na regional. 

Além disso, a instituição informou que todos os córregos da cidade estão trabalhando dentro da capacidade e que não há possibilidade de chuva forte nas próximas horas.

Vias interditadas

Segundo a BHTrans, a avenida Vilarinho foi interditada por volta do meio-dia. Às 13h48, a via foi liberada nos dois sentidos. O cruzamento da avenida Tereza Cristina com a rua Metalig também foi fechado, às 12h, mas liberado poucos minutos depois. 

Informações da empresa trânsito dão conta de que semáforos estão desativados na rua Padre Eustáquio, entre as ruas Frederico Bracher Júnior e Castigliano, por falta de energia. A Cemig foi solicitada para prestar manutenção.

Outras ocorrências

Segundo os Bombeiros, uma família ficou presa dentro de uma casa na rua Humberto de Campos, no bairro Jardim Leblon, na regional Noroeste. De acordo com a corporação, a água da chuva entrou na residência, alcançando a altura dos joelhos dos moradores. 

As vítimas não conseguiram sair do imóvel por conta da pressão da água na porta. O carro do morador foi levado pela correnteza. Os militares já se deslocaram para o local, onde mora um idoso acamado. 

Outra ocorrência é de um ônibus parado na BR-381, no bairro São Gabriel, na região Nordeste, sentido Vitória/ES, próximo à PUC Minas. O coletivo da Linha S80 teve pane elétrica e encheu de água. Os passageiros estão ilhados. Os bombeiros já se deslocaram para o local.

Acumulado de chuva

Conforme a Defesa Civil, de 11h40 às 12h40, BH acumulou 126,8 mm de chuvas. Veja os números por região:

Barreiro - 0,4 (0,2%)
Centro Sul - 10,8 (4,5%)
Leste - 31,2 (13,0%)
Nordeste - 25,0 (10,4%)
Noroeste - 9,4 (3,9%)
Norte - 25,0 (10,4%)
Oeste - 6,6 (2,8%)
Pampulha - 9,0 (3,8%)
Venda Nova - 43,8 (18,3%)

Leia mais:

Defesa Civil emite alerta para pancadas de chuva e ventos de até 50 km/h em BH

 

A Defesa Civil informou que recebeu cinco chamados da população por causa de alagamentos nas regionais Leste, Norte e Pampulha.