Duas pessoas ficaram feridas após cinco acidentes causados por óleo derramado por um coletivo na Via Expressa, em Contagem, na Grande BH, na manhã desta quinta-feira (12). O uso da pista, no sentido capital, chegou a ficar interditado por cerca de três horas, quando chovia na região.

De acordo com a TransCon, empresa que administra o trânsito na cidade, o tráfego de veículos foi regularizado por volta de 11h. Antes disso, a pista escorregadia provocou a queda de um motociclista e o atropelamento de um motorista, que desceu do veículo para ajudar o acidentado e acabou atingido por outro carro. Ambos foram atendidos pelo Samu e, segundo a TransCon, não precisaram seguir para o hospital.

Ainda por conta do óleo na pista, dois veículos bateram e, na sequência atingiram um poste na via. Outros quatro automóveis se chocaram, em pontos diferentes da Via Expressa. 

Interdição

Com risco de novos acidentes, a TransCon interditou a via, por volta das 6h18, entre o túnel do bairro Parque São João até a estação de metrô Eldorado. Agentes da empresa orientaram os motoristas a fazerem um desvio pela BR-040 sentido capital.

Durante toda a manhã, o Corpo de Bombeiros e a TransCon atuaram na aplicação de serragem para limpeza do óleo. 

Por volta das 9h40, uma faixa da esquerda da Via Expressa foi liberada, no sentido BH. Às 11h, segundo a TransCon, o trânsito seguia de maneira regular.

Derramamento

O óleo na pista foi causado após o rompimento da mangueira de combustível de um ônibus municipal da linha 002A, por volta das 6h, causando o derramento de óleo, na altura do número 2000.

Procurada, a empresa informou que o veículo foi rebocado para a sede da TransCon. O ônibus estava com a fiscalização em dia, sendo a última vistoria realizada em 21 de maio. Uma nova checagem do ônibus foi marcada, devido ao incidente, para o dia 19.

Leia também:
Confronto entre torcidas organizadas de Atlético e Cruzeiro termina com 2 homens gravemente feridos
Bombeiros retomam buscas por homem que caiu no rio Arrudas, em BH; veja vídeo