O temporal e vendaval de quase 100 km/h que atingiram Belo Horizonte deixaram um rastro de destruição na cidade. Árvores caídas na fiação provocaram o desabastecimento de luz para milhares de pessoas. Além disso, houve registro de alagamentos e desabamentos. Apesar do susto, não há relatos de feridos ou mortes na metrópole.

Na manhã desta quarta-feira (15), um dia após a tempestade, moradores de Venda Nova e Pampulha, além de parte de Contagem e Betim, na região metropolitana, continuam sem energia elétrica. A Cemig informou que a chuva e os ventos derrubaram troncos e galhos nos cabos, o que causou curtos-circuitos e rompimento da fiação em vários pontos da cidade. 

"Imediatamente após o início das ocorrências, equipes da empresa foram acionadas para o início dos reparos", garantiu a companhia em nota, enfatizando que reforçou o número de equipes para os atendimentos nesta manhã. 

"Cerca de 400 profissionais, entre Engenheiros, técnicos e eletricistas atuam diretamente nos trabalhos de recuperação da rede elétrica", detalhou. Ainda conforme a Cemig, a previsão é de que o fornecimento seja normalizado para todos os clientes ao longo do dia.

Estragos

Além da falta de luz, outras ocorrências também foram registradas devido à tempestade. O Corpo de Bombeiros foi acionado para socorrer vítimas de dois alagamentos, onde moradores e veículos estavam em risco. Os casos ocorreram nos bairros Califórnia e Jardim dos Comerciários, nas regiões Noroeste e Venda Nova, respectivamente.

No bairro Serra Verde, um muro de arrimo desmoronou na rua Otaviano Pena Forte e atingiu a parede de um prédio. O local foi isolado pelos bombeiros e os moradores orientados a acionar a Defesa Civil para avaliação. No Pompeia, região Leste, as paredes laterais do terceiro andar de uma casa desabaram sobre a residência vizinha. 

Susto

Ainda por causa dos ventos, árvores caíram na rua Cônego Rocha Franco, no Gutierrez (Oeste), e na Guajajaras, no Barro Preto. "Em ambos os casos, as árvores de médio porte foram retiradas pelas guarnições de bombeiros", declarou a corporação.

Estragos também foram contabilizados na Grande BH. No bairro Novo Riacho, em Contagem, uma estrutura de zinco de um telhado caiu no meio da rua. Os bombeiros estiveram no local e isolaram o trecho.

Leia mais:
Temporal com granizo provoca queda de paredes, alagamentos e falta de energia na capital e Contagem