Após três horas de negociações, um homem, de 30 anos, libertou a sobrinha que era feita refém por ele desde o início da tarde desta quarta-feira (14) em Igarapé, na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH). O suspeito, de acordo com a Polícia Militar (PM), matou a própria irmã, grávida de quatro meses, e, depois, manteve duas sobrinhas em cárcere privado. 

De acordo com o chefe da Comunidação da corporação, major Flávio Santiago, os militares foram acionados no Centro do município, por volta de 13h, para atender a uma ocorrência de "vias de fato". Ao chegarem ao local, a mulher, esfaqueada, já tinha sido socorrida té uma Unidade de Pronto-Atendimento (UPA). Porém, ela não resistiu aos ferimentos.

No imóvel, as duas crianças, de 5 e 12 anos, estavam sendo mantidas reféns pelo agressor. A mais nova foi a primeira a ser liberada e, pouco tempo depois,  por volta de 15h50, a mais velha foi ao encontro dos policiais. O suspeito se entregou à polícia.

O motivo do desentendimento familiar ainda não é conhecido.