Belo Horizonte tem 42.398 casos confirmados de Covid-19 e 1.256 óbitos, segundo o boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria Municipal de Saúde na tarde desta quarta-feira (30). Só nas últimas 24 horas, 14 pessoas morreram na capital vítimas da doença.

Dentre os pacientes infectados pela Covid-19, 2.590 seguem em acompanhamento, internados ou em isolamento domiciliar. Outros 38.552 belo-horizontinos infectados já  se recuperaram da doença. Ou seja, são pessoas que receberam alta hospitalar e/ou cumpriram isolamento domiciliar de dez dias e estão há 72 horas assintomáticos e sem intercorrências.

Os três indicadores de monitoramento da doença continuam controlados. O número médio de transmissão por infectado (Rt) permanece em 0,92. Ou seja, a cada 100 pessoas doentes, outras 92 são infectadas em média. Quanto à ocupação dos leitos, a taxa de ocupação das enfermarias teve um aumento e passou de 33,7% nessa terça-feira (29) para 35,1%. Já nas UTIs, o indicador está em 35,1%.

Entre as pessoas que morreram vítimas do novo coronavírus em BH, 701 são homens e 555 mulheres. A maioria dos óbitos, 82,3% (1.034) é formada por idosos. Outros 15,3% (192) tinham entre 40 e 59 anos; e 2,4% (30) entre 20 e 39 anos.

No levantamento de mortes por bairros, o Lindeia, no Barreiro, foi o que mais registrou mortes pela doença, 26 no total. Em seguida vem o Alto Vera Cruz, na região Leste de BH, com 25. O Cabana do Pai Tomás, também na região Leste, está em terceiro lugar, com 23. Na sequência aparecem o Mantiqueira, em Venda Nova, e Serra, na região Centro-Sul, com 17 mortes cada. 

Veja no link a lista completa dos bairros.