A noite desse sábado (26) foi de tensão nas proximidades da Penitenciária Nelson Hungria, em Contagem, na Grande BH. Próximo ao centro de detenção, homens encapuzados incendiaram um ônibus da linha 302A (Nova Contagem/Cidade Industrial).

Nas imediações da portaria, familiares dos detentos protestaram contra as condições de retomada das visitas, seis meses após a interrupção por conta da pandemia. Os encontros retornaram com duração máxima de 20 minutos.

Nas celas, os detentos se amotinaram e chegaram a incendiar colchões. Em nota, a Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp) se referiu ao ocorrido como um "ato de subversão à ordem", e creditou à informação da queima do ônibus o motivo da movimentação dos presos.