Na reta final da vacinação de voluntários nos testes feitos em Belo Horizonte com a candidata a vacina Coronavac, a faixa etária dos participantes foi ampliada. Agora, o Centro de Pesquisa e Desenvolvimento de Fármacos do Instituto de Ciências Biológicas da UFMG também está em busca de voluntários com idade de 60 a 80 anos.

O foco fase 3 da vacina chinesa – cuja coordenação da pesquisa no país é do Instituto Butantan – continua sendo os profissionais de saúde que atuam na linha de frente de atendimento aos pacientes com o novo coronavírus.

A intenção agora é verificar a eficácia da vacina no público que é mais vulnerável ao vírus. Somente em Belo Horizonte, 82% das pessoas que morreram de Covid tinham mais de 60 anos. Nesta semana, o Governo de São Paulo anunciou que exames preliminares indicaram que 94% dos voluntários não tiveram qualquer reação à vacina

Outra novidade nessa reta final é que será possível fazer os testes em voluntários que já tiveram resultado positivo em teste para Covid-19 feito anteriormente. Anteriormente, a pesquisa visava apenas quem somente havia tido resultados negativos para a doença. 

A equipe tem até quarta-feira (30) para vacinar 852 voluntários, número estabelecido pelo Instituto Butantan para os centros parceiros. Nessa fase 3 da vacina, metade dos voluntários recebe a dose do fármaco e o outro grupo recebe um placebo, mas nem mesmo os pesquisadores sabem quem tomou o que. Por isso, a pesquisa é considerada randômica, com duplo-cego e grupo de controle.

O profissional de saúde que está na linha de frente de atendimento a pacientes com Covid pode se inscrever pelo telefone (31) 97171-2657.