Um homem de 52 anos morreu atropelado por uma composição do metrô, na madrugada desta quinta-feira (24), na altura da Estação Carlos Prates, na região Noroeste de Belo Horizonte. 

Conforme a Polícia Militar, a vítima era funcionária da Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU) e trabalhava na manutenção dos trilhos. No momento do acidente, estava com um colega finalizando o expediente.

Como chovia, procuraram abrigo e, num determinado momento, quando o colega foi atender o telefone, percebeu a aproximação do trem e tentou avisar a vítima, que não ouviu e acabou atropelada pelas costas. 

O maquinista chegou a acionar o freio de emergência, mas o homem não resistiu aos ferimentos e morreu no local. 

Apesar do acidente, a CBTU informou apenas que o metrô opera normalmente nesta quinta-feira.