Uma criança de 4 anos morreu afogada em um clube de Governador Valadares, no Vale do Rio Doce, na tarde de sábado (19). Segundo a administração do Minas Clube, a criança estaria desacompanhada e teria pulado na piscina de adultos sem uso e boias ou coletes.

O menino chegou a ser resgatado pelo bombeiro civil, que faz parte da equipe de segurança do clube. Ele prestou os primeiros socorros até a chegada do Corpo de Bombeiros. A criança foi encaminhada para o hospital, mas não resistiu, devido ao grande volume de água ingerido.

Afogamentos

A fatalidade acontece num momento em que clubes começaram a ser reabertos em Minas Gerais e serve de alerta para quem pretende retomar as atividades de lazer. No entanto, outras ocorrências foram registradas, não em clubes, mas também em rios, lagoas e cachoeiras. Apenas no feriado de 7 de Setembro foram registrados 11 mortes por afogamento no Estado, sendo que dois eram menores. 

Com o forte calor que predomina nesse período do ano, é comum a busca por piscinas, lagoas e cachoeiras para se refrescar. Mas é preciso cuidado, principalmente com as crianças, que sempre devem estar acompanhadas e com uso de equipamentos de segurança. Nos cursos d'água a atenção deve ser redobrada devido ao risco de tombos, galhos e pedras nos leitos que podem provocar ferimentos graves e afogamentos.