O homem que matou o próprio filho de 3 anos, em Betim, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, foi indiciado por homicídio triplamente qualificado, por motivo fútil, cruel e que impossibilita a defesa da vítima. A Polícia Civil encerrou o inquérito sobre o crime ocorrido no dia 7 deste mês e concluiu que o assassinato teve motivação passional.

Conforme apurou a polícia, o suspeito esfaqueou o próprio filho porque queria causar sofrimento à mãe do garoto, com quem havia rompido relacionamento sete meses antes. Uma crise de ciúmes teria sido a motivação para o crime e o suspeito teria feito uso de álcool no dia.

“Ele cometeu o crime com intuito de causar sofrimento à ex-companheira porque ela não cumpriu um pedido para que ela comparecesse ao local em que eles estavam”, explicou o delegado Leonardo Mota.

Logo após matar o filho a facadas, o homem tentou se matar com a mesma arma, mas foi socorrido. Ele está internado desde então, sob escolta, e poderá ser encaminhado para o sistema prisional quando tiver alta.